• Claudia Godoy

Venezuela é primeiro país da América Latina a receber a Sputnik V

Com informações do Brasil de Fato

A vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, anunciou nesta sexta-feira (02/10) que o país recebeu um primeiro lote da vacina russa contra a covid-19. Dessa forma, o país será o primeiro na América Latina a iniciar a fase três de provas da Sputnik V. A vacina será aplicada em dois mil voluntários venezuelanos.

O envio faz parte da cooperação bilateral entre os dois países. Desde o início da pandemia, o governo de Vladimir Putin já enviou cerca de 60 mil toneladas de ajuda humanitária à Caracas.



Segundo Rodríguez, depois de finalizados os testes, a Venezuela pretende avançar nos intercâmbios científicos para produzir o medicamento. 


Com o apoio internacional e medidas sanitárias adotadas logo no início dos contágios, a Venezuela mantém um dos menores índices de mortalidade pelo novo coronavírus na região. São 76.029 casos, 87% já recuperados e 9.149 ainda ativos, enquanto 635 pessoas faleceram.


O Executivo venezuelano também estabelece diálogo com a China para ter acesso às vacinas desenvolvidas pela nação asiática. O ministro de Saúde Carlos Alvarado se reuniu nesta sexta com o embaixador chinês em Caracas, Li Baorong para assinar um contrato de compra das vacinas chinesas.


Barong assegurou que, no mesmo envio, a administração de Xi Jinping enviará um lote extra como doação à Venezuela.