• Claudia Godoy

The Lancet atesta eficácia da Sputnik V

Com informações da Embaixada da Rússia

O Centro Nacional de Pesquisa em Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya do Ministério da Saúde da Federação Russa e o Fundo de Investimentos Diretos da Rússia (RDIF) anunciam que The Lancet, uma das revistas médicas mais antigas e respeitadas do mundo, publicou os resultados intermediários de um ensaio clínico de Fase III do Sputnik V, confirmando a alta eficácia e segurança da vacina. A vacina Sputnik V, baseada em uma plataforma de vetores adenovirais humanos bem estudados, é a primeira vacina registrada no mundo contra o coronavírus.

Na análise de eficácia intermediária do ensaio clínico randomizado, de duplo-cego e controlado por placebo, em que dados de 19 866 voluntários foram incluídos na análise de eficácia (14 964 dos quais receberam a vacina e 4 902 o placebo), o tratamento com duas doses de Sputnik V administrado com 21 dias de intervalo demonstrou eficácia de 91,6% contra COVID-19. O cálculo é baseado na análise de 78 casos confirmados de COVID-19 identificados no grupo placebo (62 casos) e no grupo vacina (16 casos).

A vacina Sputnik V gerou uma resposta imune humoral e celular robusta.


Kirill Dmitriev, Diretor Executivo do RDIF, comentou:

“Este é um grande dia na luta contra a pandemia COVID-19. Os dados publicados pelo The Lancet comprovam que além de ser a primeira vacina registrada no mundo, o Sputnik V também é uma das melhores. Ela protege totalmente contra casos graves de COVID-19 como mostram os dados compilados de forma independente, revisados por pares e publicados no The Lancet. O Sputnik V é uma das três vacinas no mundo com eficácia de mais de 90%, mas supera-os em termos de segurança, facilidade de transporte devido aos requisitos de armazenamento de +2 a +8 graus e um preço mais acessível. O Sputnik V é uma vacina para toda a humanidade.”


Fonte: @rdif.ru

61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com