• Claudia Godoy

Sputnik V tem eficácia de 91,4%, dizem governo russo e Centro Gamaleya

O governo russo e o Centro Gamaleya anunciaram, nesta segunda-feira (14), que a Sputnik V, tem uma eficácia de 91,4%, segundo o relatório final da fase 3. É o terceiro anúncio sobre a eficiência do imunizante. Os outros dois eram análises parciais da última fase de testes com voluntários.

A Argentina anunciou que comprará o imunizante russo. O governo brasileiro, ao menos por enquanto, não tem acordo de intenção de compra da vacina russa.

Os dados ainda não foram revisados e publicados em uma revista científica.


A Rússia informou também que nenhum evento adverso inesperado foi identificado como parte da pesquisa. E afirmou que os ensaios clínicos foram conduzidos em conformidade com os melhores padrões e práticas internacionais.

Com base nestes dados, o Centro Gamaleya elaborará um relatório que será utilizado para pedir o registro emergencial da vacina Sputnik V em vários países.


A Rússia já começou a imunizar sua população contra o coronavírus Sars-CoV-2 no dia 5 de dezembro.   


O governo já enviou doses para todos os estados do país e imunizou mais de 200 mil pessoas dos grupos prioritários - trabalhadores da saúde, da educação e de serviços sociais, além de militares.   


Na última semana, o Instituto Gamaleya e a farmacêutica AstraZeneca, que produz a vacina da Universidade de Oxford, anunciaram que vão fazer testes combinados das duas vacinas para ver se há aumento na eficácia. Ambas usam métodos considerados tradicionais, com adenovírus. (ANSA).