• Claudia Godoy

Paranaense é imunizado contra a covid-19 com Sputnik V, mas na Rússia

Com informações da Gazeta Russa

Pelo menos um paranaense já foi imunizado da Covid-19 com a Sputnik V, a vacina que tem acordo para ser produzida no Paraná. Só que o paranaense em questão está na Rússia.  Além do país onde foi criada, a russa Sputnik V também está sendo aplicada na Argentina, que fechou acordo após o Paraná.

Enquanto o acordo assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Jr (PDS) e a Rússia para produção do imunizante segue travado por questões burocráticas por parte dos russos, o curitibano João Santos Lima, 40 anos, que mora há duas décadas em Moscou, é provavelmente o único paranaense imunizado com a vacina que poderia começar a ser produzida pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) nos próximos dias.

João tomou a vacina sexta-feira (15), quando passou no posto de saúde perto de casa em Moscou para perguntar quando poderia agendar a vacinação. “A orientação é para que as pessoas agendem por telefone. Como o posto de saúde é aqui perto de casa, passei lá só para perguntar do agendamento e me surpreendi quando a atendente me disse que era só subir a escada para tomar a vacina. A sensação é de alívio, de tirar um peso nas costas”, comemora o curitibano.


Dia 5 de fevereiro, ele e a esposa, a russa Júlia, de 36 anos, tomarão a segunda dose da Sputnik V. Já as filhas do casal, Solange, de 16 anos, e Beatriz, de 11 anos, ambas nascidas em Moscou, terão de esperar mais um pouco. A previsão é de que menores de 18 anos sejam vacinados na Rússia a partir de agosto.


61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com