• Claudia Godoy

Para Romênia entrar na OCDE é fazer parte do clube das economias consolidadas

Atualizado: 23 de Out de 2019

"Entrar na OCDE representa para a Romênia a entrada no clube das economias consolidadas e traz muitos benefícios", disse o embaixador da Romênia, Stefan Mera, com exclusividade para Bacuri Notícias.

Mera na embaixada romena, em Brasília. Foto: Claudia Godoy.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), organização internacional conhecida como 'clube dos ricos' é composta atualmente por 36 países, tem como objetivo coordenar políticas econômicas entre as principais economias do mundo e estava na mira do governo de Jair Bolsonaro. Romênia e Argentina foram indicados, na semana passada, pelos Estados Unidos para fazer parte do grupo.

"Quando entramos para um grupo como este (OCDE) ficamos mais interessantes, mas temos que obedecer regras, assim como ocorre com a União Europeia", disse Mera, em entrevista exclusiva a Bacuri Notícias.

O embaixador acredita que Brasil e Romênia ainda se conheçam pouco e que fazer parte de organizações fortes ajuda a promover a cooperação bilateral.

O comércio entre Brasil e Romênia vem se mantendo estável nos últimos anos, atinge em média US$ 700 milhões.

"Pouca gente sabe o que a Romênia pode oferecer em comércio. A distância e a falta de conhecimento são grandes. Temos muitas possibilidades de negócios para a parte leste da Europa, Oriente Médio, além de estabilidade", disse Mera. Os romenos estão investindo muito em TI (Tecnologia da Informação) para áreas como o turismo. Eles estão entre os primeiros do mundo em velocidade na Internet. " A nossa velocidade na Internet é 120 vezes maior que a do Brasil e pagamos 1/4 do valor cobrado por aqui", afirmou o embaixador romeno.

61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com