• Claudia Godoy

Quinto país mais populoso do mundo, Paquistão começa a investir em ônibus elétricos

Por: Claudia Godoy

Com o objetivo de investir em energias limpas, o Paquistão começa a emitir títulos verdes para projetos ecológicos, como ônibus elétricos. Além disso, os paquistaneses demonstram sua capacidade não apenas dentro de suas fronteiras, mas também na ordem global. O CPEC, um marco na história do Paquistão, completou 9 dos 22 projetos de energia, os quais propiciaram a geração de 5320MW.


O Paquistão coopera também com a maior empresa petrolífera do mundo, a saudita Aramco, para desenvolver a "cidade do petróleo" em Gwadar, no Baluchistão, com investimentos de 10 bilhões de dólares em uma refinaria.

O Paquistão possui uma forte indústria automobilística, com a paquistanesa Daewoo, a chinesa Skywell e a sueca Hitachi ABB. As empresas se uniram para desenvolver os ônibus elétricos.

Os estudos internacionais indicam que para cada mil ônibus elétricos, a demanda por diesel pode ser reduzida em até 500 barris por dia. As maiores mudanças de frota de ônibus movidos à diesel por elétricos estão ocorrendo na América do Norte e Europa, mas o destaque é justo para a Ásia, onde está localizado o Paquistão. O país tem a quinta maior população do mundo, com cerca de 210 milhões de habitantes. Já a China é considerada a nação que possui a maior frota de ônibus elétricos do mundo, com 99% dos coletivos do mundo.


O governo chinês subsidia a troca de ônibus a diesel por elétricos no país. De acordo com dados da Blomberg, até 2040, os ônibus elétricos deverão atingir metade da frota mundial de coletivos em circulação. Mais próximo, em 2025, eles serão um terço do total de ônibus no mundo. Mas, ainda de acordo com o relatório, apesar do avanço tecnológico e ecológico, a frota elétrica de ônibus não será capaz por si só de levar o mundo a cumprir as metas do Acordo de Paris, que prevê a redução da poluição até 2030.



61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com