• Claudia Godoy

Ondas do mar brilham com redução de poluição e de presença humana em praia de Acapulco


O plâncton bioluminescente fez as ondas do mar azul fluorescente brilharem novamente, dando um espetáculo impressionante para os sortudos residentes que testemunharam o fenômeno ao longo da praia de Puerto Marqués em Acapulco, México, e postaram em fotos sociais e vídeos desse brilho maravilhoso.

Provavelmente, o fenômeno pode ser atribuído em parte à falta de atividade humana causada pelo bloqueio do coronavírus. A redução da poluição e a falta de pessoas na água teriam favorecido a propagação do fitoplâncton brilhante.

As imagens capturadas na segunda-feira, 20 de abril, mostram a costa de Acapulco brilhando em azul quando as ondas batem na areia, um evento raro produzido pela “reação bioquímica” desencadeada pelos microorganismos bioluminescentes depositados. Provavelmente, o fenômeno pode ser atribuído em parte à falta de atividade humana causada pelo bloqueio do coronavírus. A redução da poluição e a falta de pessoas na água teriam favorecido a propagação do fitoplâncton brilhante