• Claudia Godoy

O segredo de Singapura para deixar a pobreza para trás

Por: Claudia Godoy

Em 50 anos, a Pérola da Ásia deixou para trás a pobreza e o desemprego para se transformar num país considerado modelo no combate à corrupção e respeito à natureza. Também são um grande centro financeiro e já foram votados a economia mais competitiva do mundo este ano. Singapura, além disso, é o terceiro país menos corrupto do mundo, segundo os índices de transparência.

Hoje, o país é considerado o lugar mais caro do mundo para se viver. Eles possuem o melhor aeroporto e um dos melhores portos do Planeta. Investiram pesado na educação da população e unificaram o país com a língua inglesa, sem deixar de lado a cultura e os costumes. "Procuramos preservar a cultura e os costumes adotando política bilíngüe", disse o Chargé d'Affaires da embaixada de Singapura, Desmond Ng.

Imagens do aeroporto de Changi, de Singapura, eleito por seis anos consecutivos como o melhor aeroporto do mundo pelo ranking da Skytrax. Foto: Divulgação.

Singapura se separou da Malásia em 1965, poucos anos após a independência dos britânicos.

O Chargé d'Affaires da embaixada de Singapura, Desmond Ng. Foto: Divulgação.

"Nós não tínhamos recursos naturais ou base econômica para depender", disse Nb. O governo apostou, então, na atração de investimentos internacionais para desenvolver o país. "Nossos líderes sabiam que era uma situação de nadar ou afundar para Singapura", disse o diplomata. Para Nb, os singapurenses adotaram uma visão e estratégia de longo prazo para sobreviver.

O porto de Singapura, que é o segundo mais movimentado do mundo. Foto: Divulgação.

Com política tributária amigável, um ambiente seguro e protegido para as pessoas viverem e trabalhar, Singapura "está hoje no mapa mundial", nas palavras do Chargé d'Affaires, Desmond Ng.