• Claudia Godoy

Na África, cerca de 10 mil já se recuperaram da Covid-19, mas cerca de 1,5 mil morreram

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças da África (CDCA) informou nesta segunda-feira (27) que o número de pacientes recuperados da covid-19 é de 9.741 pessoas. Todos os 54 países do continente africano já possuem registro do novo vírus.

Com a taxa crescente de recuperados, um aumento de 742 africanos em relação à domingo (26), o continente registra no momento 1.428 mortes.


Segundo o levantamento, o número de casos confirmados no continente é de 32.182 e os países mais afetados são a África do Sul, com 4.546 casos, o Egito, com 4.534 infectados, e o Marrocos, que contabiliza 4.115 casos. O CDCA ainda apontou que já foram recuperados 1.473 sul-africanos, 1.176 egípcios e 669 marroquinos.


Com a taxa crescente de recuperados, um aumento de 742 africanos em relação à domingo (26), o continente registra no momento 1.428 mortes.


As medidas de isolamento social estão sendo tomadas em diversas nações, como na África do Sul, no Zimbábue e em Gana. O Marrocos também anunciou uma série de medidas de sociais e econômicas para enfrentar a pandemia, como a compra de 550 novos respiradores pulmonares e a construção de 1,1 mil novos leitos.


Além disso, os grupos hoteleiros do país colocaram suas estruturas nas maiores cidades para que o governo transforme os quartos em leitos médicos.


O Ministério da Saúde de Angola, por exemplo, informou que aumentará os testes laboratoriais para diagnosticar mais pacientes com covid-19, elevando a capacidade diária de processamento de amostras para cerca de 400 para testes.

Mesmo com as iniciativas, o CDC ressaltou que é preciso fortalecer as medidas de prevenção contra a disseminação do vírus em todo o continente.


Ainda nesta segunda-feira, as Nações Unidas enviaram um lote com suprimentos para a Costa do Marfim e ao Chade, para ajudar esses países no combate à pandemia.


61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com