• Claudia Godoy

México garante vacina contra a Covid-19 para 100 milhões de mexicanos

Com informações da Embaixada do México

O governo do México anunciou, na última semana, que formalizou contrato de pré-compra de vacinas contra o novo coronavírus com AstraZeneca, CanSino Biologics e Pfizer para vacinar mais de 100 milhões de mexicanos.

As compras antecipadas devem proteger o México de aumentos de preços devido ao excesso de demanda. Além disso, diversificam o portfólio ao qual o país tem acesso, incluíndo tanto vacinas baseadas em vírus inativados e vetores virais, quanto tecnologias mais modernas e flexíveis.

Além disso, como resultado da estratégia da Presidência da República mexicana e executada pela Secretaria de Saúde e Chancelaria, o México participará dos ensaios clínicos para o desenvolvimento das vacinas da Janssen, dos Estados Unidos; da Sputnik V, da Rússia; da CanSino Biologics, da China; da Novavax, dos Estados Unidos; da Curevac, da Alemanha; da Sanofi-Pasteur, da França; e da ReiThera, da Itália.


A Secretaria de Relações Exteriores avança e endossa a visão do presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, para garantir o acesso universal, precoce e equitativo às vacinas contra Covid-19.




Veja a nota completa da Embaixada do México

México garante vacina contra Covid-19 para mais de 100 milhões de mexicanos: Chanceler Marcelo Ebrard


O Governo do México formalizou contratos de pré-compra de vacinas com AstraZeneca, CanSino Biologics e Pfizer para cobrir mais de 100 milhões de mexicanos.


No âmbito da coletiva de imprensa dirigida pelo presidente Andrés Manuel López Obrador, o Secretário de Relações Exteriores, Marcelo Ebrard Casaubon, informou sobre os avanços na estratégia do México para garantir o acesso universal e preços justos à vacina contra Covid-19.


Na última semana, o governo do México assinou três contratos de pré-compra com as farmacêuticas AstraZeneca, CanSino Biologics e Pfizer para adquirir as doses de vacinas suficientes para cobrir, junto com as adquiridas no mecanismo COVAX, até 116 milhões de mexicanos.


O Secretário de Relações Exteriores informou que os três acordos de pré-compra firmados com as farmacêuticas poderiam abranger uma faixa entre 81,4 a 90,9 milhões de pessoas. Esses acordos atendem aos critérios de busca de mecanismos de trechos de baixo risco e protegem o México de aumentos de preços devido ao excesso de demanda. Além disso, diversificam o portfólio ao qual nosso país tem acesso, incluindo tanto vacinas baseadas em vírus inativados e vetores virais, quanto tecnologias mais modernas e flexíveis.


Durante a conferência, o Secretário apresentou detalhes de cada um dos acordos. As vacinas AstraZeneca e Pfizer devem ser administradas em duas doses. O acordo firmado com a AstraZeneca é para 77,4 milhões de doses que estariam disponíveis entre março e agosto de 2021. No caso da Pfizer, o acordo é para uma faixa entre 15,5 e 34,4 milhões de doses, dependendo do que o setor de saúde estabeleça. As vacinas dessa farmacêutica chegariam ao México entre dezembro de 2020 e dezembro de 2021.


Por sua vez, ficou acertado que a vacina CanSino Biologics, que é administrada em dose única, terá um fluxo de abastecimento de 35 milhões de doses entre dezembro de 2020 e setembro de 2021. Esses acordos de pré-compra somam-se ao adiantamento pago recentemente ao mecanismo internacional COVAX para garantir o acesso a 51,5 milhões de doses que cobririam a 25 milhões de mexicanos.

Nesse sentido, o Chanceler afirmou que “devemos nos orgulhar de que o México tenha contribuído, na voz de seu presidente, para que hoje tenhamos um mecanismo multilateral, COVAX, do qual participam mais de 100 países e que nos permitirá, tanto para o México quanto para os demais países, acessar até 20% das vacinas de nossa população ”. Ele lembrou que o portfólio desse mecanismo já conta com 18 vacinas às quais nosso país terá acesso.


O Secretário Ebrard destacou: “de todas as atividades em que me envolvi na vida pública, esta é a que mais me orgulho, do meu país e do meu Presidente”.


Ele informou ainda que entre as vacinas que fazem parte do portfólio estão os desenvolvimentos da AstraZeneca, BioPharma, CureVac, Inovio, Merck, Moderna, as universidades de Hong Kong, Queensland e Oxford; além disso, foram incluídos os candidatos da China, Coréia do Sul, Estados Unidos e Reino Unido.


Em cumprimento às instruções do Presidente da República para garantir a cobertura universal de nossa população, com o acréscimo do mecanismo COVAX, e os acordos acima mencionados, “está garantida a disponibilidade de doses suficientes para vacinar mais de 100 milhões de mexicanas e mexicanos, colocando o México nas mesmas condições dos países mais avançados nesse processo, como os Estados Unidos e a União Europeia ”, disse o Chanceler.


Além disso, como resultado desta estratégia desenvolvida pela Presidência da República e executada pela Secretaria de Saúde e Chancelaria, o México realizará várias fases 3 dos ensaios clínicos de diversos desenvolvimentos, entre os quais estão: Janssen, dos Estados Unidos; Sputnik V, da Rússia; CanSino Biologics, da China; Novavax, dos Estados Unidos; Curevac, da Alemanha; Sanofi-Pasteur, da França; e ReiThera, da Itália.


A Secretaria de Relações Exteriores avança e endossa a visão do presidente Andrés Manuel López Obrador para garantir o acesso universal, precoce e equitativo às vacinas contra Covid-19.



61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com