• Claudia Godoy

Hong Kong produz peças de terracota em 3D para salvar barreiras de corais


Na região marítima da península de Sai Kung, em Hong Kong, o intenso tráfego de navios, a poluição nas águas e certos fenômenos provocados pelo desequilíbrio ambiental vêm ameaçando severamente os corais locais, que seguem desaparecendo na direção de grave risco de extinção.

E se a tecnologia pode ser terrivelmente eficaz na destruição dos ecossistemas oceânicos, ela também pode salvar tais ambientes – e é isso que o Departamento de Agricultura, Pesca e Conservação (AFCD), em parcerias com biólogos marinhos e arquitetos da Universidade de Hong Kong pretendem com a implementação de novos habitats para o crescimento de corais nas águas da região – feitos em terracota através de impressão 3D.

O projeto consiste na colocação de 128 “azulejos” hexagonais com 60 centímetros de diâmetro aproximadamente ao longo de 1.3 quilômetros de solo oceânico, compreendendo três locais diferentes da região. Os azulejos possuem uma estrutura similar a um cérebro humano, que oferece base para que os corais possam estabelecer suas raízes. De acordo com os cientistas que ajudaram a desenvolver o modelo, o material terroso utilizado para a feitura dos azulejos ajuda os frágeis corais a se prenderem à superfície e poderem assim se desenvolver.

61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com