• Claudia Godoy

Governo brasileiro dá passo importante para produzir Sputnik V no país


Por: Claudia Godoy

O governo brasileiro deu um passo importante esta semana para produzir a vacina russa no país. O presidente Jair Bolsonaro conversou por telefone com o presidente da Rússia Vladimir Putin sobre a produção da Sputnik V, a primeira vacina contra a covid, anunciada em agosto do ano passado.

Bolsonaro durante conversa por telefone com Putin. Foto: PR

Os dois presidentes acertaram a ida à Rússia de uma equipe da Anvisa, a agência nacional de vigilância sanitária brasileira que é a responsável pela autorização de vacinas e medicamentos no país. Após a aprovação da Anvisa, a Sputnik V será fabricada cem por cento no Brasil por duas fábricas da empresa União Química, em São Paulo e no Distrito Federal.

O embaixador russo durante encontro com o ministro da Saúde brasileiro, Marcelo Queiroga. Foto: MS

Em fevereiro, o Ministério da Saúde anunciou a dispensa de licitação para a aquisição de dez milhões de doses do imunizante russo contra a covid. A Sputnik V já foi autorizada em quase 60 países e tem eficácia de 91,6%. Aqui na América do Sul, a Argentina começou, em janeiro, a imunizar a população com a vacina russa. Os diretores da Anvisa devem receber ainda esta semana o embaixador da Rússia, Alexey Lebetskiy, para discutir formas de acelerar a importação da Sputnik V.