• Claudia Godoy

Embaixador do Marrocos destaca aumento no fluxo comercial com o Brasil, apesar da pandemia

O embaixador do Marrocos, Nabil Adghoghi, destacou hoje (9), o crescimento do fluxo comercial com o Brasil, com destaque para produtos como adubos, fertilizantes, açúcar, milho, madeira e tabaco. Apesar da pandemia, as exportações brasileiras para o Marrocos cresceram mais de 50% no primeiro semestre deste ano. A afirmação do embaixador foi durante participação no webinar Marrocos e Brasil: o agronegócio conectando os continentes, promovido pela Câmara Árabe-Brasileira.

O embaixador do Marrocos, Nabil Adghoghi. Foto: reprodução.

"Apesar da pandemia, as exportações brasileiras para o Marrocos cresceram mais de 50% no primeiro semestre deste ano", disse o embaixador do Brasil no Marrocos, Júlio Glinternick Bitelli, que também participou do debate. Ele informou, ainda, sobre a abertura do mercado marroquino para produtos como pescado, produtos de pesca, ovos, pintos de um dia, mel, rações e lácteos. "É um bom momento para as relações e há um enorme potencial", disse o embaixador brasileiro.

O embaixador do Brasil no Marrocos, Júlio Glinternick Bitelli. Foto: reprodução.

De acordo com Adghoghi, "o agronegócio ganha espaço na pauta importadora do Marrocos". O embaixador lembrou a autossuficiência marroquina em produtos como carne e leite, além de ressaltar aumento na produção de cereais e açúcar, com elevação na superfície agrícola. O Marrocos lançou um plano para os próximos 10 anos que prevê dobrar os US$ 6,5 bilhões da receita agrícola. Adghoghi citou requisitos essenciais para fortalecimento das relações entre as duas nações, como marco jurídico bilateral , envolvimento de novos atores na parceria, além do elo institucional/governo, além de facilitação de contatos. Cerca de 40% da população ativa marroquina trabalham no setor agrícola. O governo investe pesado no abastecimento de água potável para a população e na irrigação da agricultura com a instalação de usina de dessalinização. O país tem clima semi-árido e construiu recentemente uma usina com investimentos de US$ 450 milhões.

Adghoghi afirmou também que há espaço amplo para crescimento do intercâmbio entre Brasil e Marrocos. Ele disse que acreditar na participação maciça do agronegócio brasileiro na feira Internacional de máquinas, a ser realizada em março de 2021.


61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com