• Claudia Godoy

Embaixador da UE agradece solidariedade do Brasil no início da pandemia

Atualizado: 9 de Set de 2020

O embaixador da União Europeia, Ignacio Ibáñez, agradeceu a solidariedade do Brasil e reconheceu o auxílio da China ao relembrar o início da pandemia de Covid-19. "Uma grande quantidade de europeus estava aqui no Brasil e na America Latina com dificuldade para voltar. O Brasil respondeu bem e foi a porta de saída. O fato de haver muitos brasileiros fora ajudou na compreensão da situação", disse o embaixador. A declaração foi durante entrevista exclusiva concedida, nesta semana, ao portal Bacuri.

O embaixador da UE durante a entrevista. Foto: reprodução de fotograma da internet.

Em meados de março, voos foram cancelados e fronteiras fechadas em função da pandemia de Covid-19. "Lembro que havia voos de repatriação da África para a Europa. Os brasileiros aproveitaram esses voos para voltar ao Brasil. A mesma coisa aconteceu com os europeus que estavam na Argentina, Paraguai e Uruguai, que aproveitaram o Brasil aberto", disse o diplomata.

Ibáñez no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares ( IPEN). Foto: divulgação.

Ele reconheceu também que no início da infecção foi complicado para a UE, mas que "hoje tudo está bem e vamos aprendendo a nos dar conta que isso é uma pandemia. Temos que ser solidários". Para Ibáñez, o esforço conjunto dos países é muito importante em momentos como o atual. "Uma lição para todos nós", afirmou Ibáñez, que destacou a importância da resposta conjunta e do desenvolvimento de instrumentos de cooperação internacional.