• Claudia Godoy

Embaixador chinês diz que continua junto ao Brasil na luta contra pandemia

"A China está junto com o Brasil na luta contra a pandemia e continuará a ajudar o Brasil neste combate dentro do seu alcance. A união e a solidariedade são os caminhos corretos para vencer a pandemia", disse o embaixador já pouco, por meio das redes sociais. A declaração ocorreu após publicação do presidente Jair Bolsonaro, que agradeceu o que chamou de "sensibilidade do governo chinês" o envio de 5400 L de insumos para a fabricação da vacina Coronavac.

"Embaixada da China nos informou, pela manhã, que a exportação dos 5400L de insumos para a vacina Coronavac, aprovada e já estão em vias de envio ao Brasil chegando nos próximos dias", escreveu o presidente Bolsonaro, acrescentando que "assim também os insumos da vacina Astra-Zeneca que estão com liberação sendo acelerada. (Segue) (sic)".

O presidente brasileiro agradeceu, ainda, o empenho dos ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, da Saúde, Eduardo Pazuello, e da Agricultura, Tereza Cristina.


Os insumos chineses serão utilizados na fabricação do imunizante Coronavac, vacina da farmacêutica chinesa Sinovac produzida no Brasil pelo Instituto Butantan.