• Claudia Godoy

Embaixada da Rússia lembra quebra-gelo atômico com chama olímpica na noite polar

Com informações da Embaixada da Rússia

Fotos maravilhosas do quebra-gelo atômico russo, a caminho do Polo Norte com a chama olímpica a bordo, durante uma infinita noite polar.

A viagem ocorreu em 2013, no âmbito do percurso da chama olímpica antes das Olimpíadas de Inverno, realizadas em Sochi em 2014. Foto: Sergey Dolya
Durante a viagem até o local onde a chama seria levada, o fogo foi mantido dentro de uma lâmpada específica para que não se apagasse por conta das baixíssimas temperaturas do Pólo Norte. Foto: Sergey Dolya

A lâmpada especial era de óleo e foi levada na cabine de um navio quebra-gelos.


No inverno, tal escuridão em pleno dia é comum no Ártico devido ao fenômeno que se chama noite polar.


A noite polar é a noite que dura mais de 24 horas, fenômeno que ocorre nas regiões polares, na zona delimitada pelos círculos polares. O fenômeno oposto, quando o Sol permanece acima do horizonte por um longo tempo é chamado de dia polar, ou Sol da meia-noite.