• Claudia Godoy

Depois de controlar pandemia, Cuba reabre para visitantes estrangeiros


Cuba reabriu nesta quarta-feira (1° ) suas portas a visitantes estrangeiros, aproveitando o controle bem sucedido da pandemia da Covid-19 no país, onde o número de novos contaminados se reduz cada vez mais e se fortalece a proteção sanitária.

As agências de viagens e operadores de turismo ainda não sabem quando recomeçarão os voos com visitantes estrangeiros, mas já informaram da existência de solicitações de todo o mundo.

Todas as 15 províncias e o município especial Ilha da Juventude, com a única exceção de Havana, a capital do país – que ainda tem casos ativos da doença - , já passaram à fase I de redução do isolamento social.


Desde 18 de junho, foram abertas as reservas para o turismo nacional, especialmente nos campings populares do interior, sempre com a exclusão de Havana.


As agências de viagens e operadores de turismo ainda não sabem quando recomeçarão os voos com visitantes estrangeiros, mas já informaram da existência de solicitações de todo o mundo. O fato é que o ministro do Turismo cubano, Juan Carlos García, já anunciou a reabertura limitada das atividades.


García explicou que o reinício se dará em três etapas, mas confirmou que desde 18 de junho os agentes de viagens e operadores de turismo já podem vender viagens aos visitantes estrangeiros, a serem realizadas a partir do mês atual.


Acrescentou que inicialmente os estrangeiros somente poderão visitar as paradisíacas ilhas Largo, Coco, Guillermo, Cruz e Santa Maria, sem poderem transitar pelo resto do país.


O Ministério do Turismo venderá viagens para pessoas que queiram se recuperar da própria doença, aproveitando a experiência médica cubana nestas ilhas isoladas.


O ministro explicou que nas três fases serão aplicados os protocolos de proteção indicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a Organização Mundial do Turismo (OMT) e o Ministério da Saúde Pública de Cuba.