• Claudia Godoy

Lazic lembra medalha, relações diplomáticas, integridade territorial e comércio

Atualizado: 16 de Jul de 2020

De partida depois de 6 anos no Brasil, o embaixador da Sérvia, Veljko Lazic, agradeceu ao Brasil pelo apoio à integridade territorial e soberania da Sérvia, além de sua firme posição de não reconhecimento da proclamação unilateral da independência do chamado Kosovo. "Advogando por solução do compromisso através do diálogo entre Belgrado e Pristina", afirmou Lazic, que ressaltou, ainda, inúmeras visitas bilaterais durante o seu trabalho no Brasil e apostou no fortalecimento do diálogo político no mais alto nível para o contínuo aprofundamento da cooperação econômica entre os dois países. O diplomata fez um balanço do seu trabalho no Brasil para O portal Bacuri Notícias.

"Estou especialmente satisfeito porque durante minha missão foi realizado o primeiro grande investimento brasileiro na Sérvia, no campo da indústria farmacêutica", celebrou o diplomata.

Lazic avalia que com as portas abertas, uma mensagem de que a Sérvia é um bom local para investimentos foi enviada a outros investidores brasileiros. "Estou seguro de que a Sérvia pode ser um parceiro interessante para o Brasil graças a inúmeros acordos de livre comércio que temos e pelo ponto de distribuição de produtos brasileiros para terceiros mercados e para os investimentos", destacou o embaixador da Sérvia.

"Estou seguro de que a Sérvia pode ser um parceiro interessante para o Brasil graças a inúmeros acordos de livre comércio que temos e pelo ponto de distribuição de produtos brasileiros para terceiros mercados e para os investimentos", disse Lazic.

O embaixador da Sérvia, Veljko Lazic, lembrou com carinho a medalha que recebeu do governo do Distrito Federal, em 2018, pelo trabalho desenvolvido pela embaixada da Sérvia junto às escolas públicas para melhorar a educação.


"Fico muito feliz porque durante a minha missão pude comemorar os 80 anos das relações diplomáticas entre a Sérvia e o Brasil", afirmou o embaixador da Sérvia. Veljko lembrou que para celebrar o aniversário redondo das relações diplomáticas com o Brasil, a embaixada da Sérvia organizou exposição de fotos no Palácio do Buriti, sede do governo do Distrito Federal, em homenagem ao escritor e diplomata sérvio, Ivo Andrić, Prêmio Nobel da Literatura de 1961.


"Fico muito feliz porque durante a minha missão pude comemorar os 80 anos das relações diplomáticas entre a Sérvia e o Brasil", afirmou o embaixador da Sérvia.
A embaixatriz da Sérvia, Olga Lazic, na exposição. Foto: GDF.

Desde o início do estabelecimento, as relações diplomáticas entre Sérvia e Brasil foram ótimas. "A Sérvia e os sérvios consideram o Brasil como país amigo e irmão. Estamos conectados por laços tradicionais de amizade entre os dois povos e também de solidariedade em tempos difíceis ", declarou o embaixador da Sérvia.


O embaixador sérvio agradeceu ao Brasil pelo apoio do país à integridade territorial e soberania da Sérvia, além de sua firme posição de não reconhecimento da proclamação unilateral da independência do chamado Kosovo. "Advogando por solução do compromisso através do diálogo entre Belgrado e Pristina", afirmou Lazic, que ressaltou, ainda, inúmeras visitas bilaterais durante o seu trabalho no Brasil e apostou no fortalecimento do diálogo político no mais alto nível para o contínuo aprofundamento da cooperação econômica entre os dois países. "Estou especialmente satisfeito porque durante minha missão foi realizado o primeiro grande investimento brasileiro na Sérvia, no campo da indústria farmacêutica", celebrou o diplomata.

A Sérvia. Foto: divulgação.

Lazic avalia que com as portas abertas, uma mensagem de que a Sérvia é um bom local para investimentos foi enviada aos brasileiros. "Estou seguro de que a Sérvia pode ser um parceiro interessante para o Brasil graças a inúmeros acordos de livre comércio que temos e pelo ponto de distribuição de produtos brasileiros para terceiros mercados e para os investimentos", destacou o embaixador da Sérvia.