• Claudia Godoy

Díaz-Canel critica visita de Pompeo à países na fronteira com Venezuela

O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, qualificou, nesta semana, como infamia a visita do secretário de Estado norte-americano, Michael Pompeo, por países latino-americanos com fronteira com a Venezuela, na última sexta-feira (18).

O mandatário cubano disse que a viagem teria o propósito de unir mentiras e mentirosos, falsidades, calúnias e lacaios imperiais dedicados a criar caos e instabilidade para favorecer a intervenção militar na Venezuela.

Já o chanceler cubano, Bruno Rodríguez, destacou que "o passeio maligno do secretário Pompeo pela América do Sul se centrou no petróleo e na agressão contra a Venezuela".


O diplomata afirmou que 200.000 pessoas morreram nos Estados Unidos de Covid-19 devido à manipulação eleitoral do governo, "mas ele se centra em promover a Doutrina Monroe e atacar a cooperação médica de Cuba".


Ainda de acordo com a nota do chanceler Cubano, os protestos contra a visita de Pompeo alcançou níveis internacionais. Rodríguez lembrou que durante a visita ao Brasil, todos os ex-chanceleres brasileiros posteriores à ditadura militar assinaram nota de repúdio à visita que consideraram uma "utilização espúria do solo nacional por um país extrangeiro como plataforma de provocação e hostilidade sobre uma nação vizinha.





61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com