• Claudia Godoy

Cuba inicia ensaios clínicos para imunizar crianças com vacina própria contra a covid

Por: Claudia Godoy com Prensa Latina


Cuba começou, neste início de semana, a imunização com a vacina Soberana 02 contra a covid em crianças com idades entre três e 11 anos de idade. Não foram registrados efeitos colaterais consideráveis nas crianças, passadas mais de 24 horas do início da vacinação.

A informação foi confirmada por Meiby Vicente González, diretora de Investigações Clínicas do Instituto Finlay de Vacinas (IFV), logo depois de uma equipe multidisciplinar examinar os 25 primeiros voluntários da segunda etapa da fase I do ensaio clínico feito com a Soberana Pediatra.


"As vemos (as crianças) tranquilas, brincando, com alegria, sem nenhuma preocupação com efeitos colaterais. Crianças não mentem, expressam realmente o que sentem e não ocultam nenhuma informação", enfatizou Vicente González, no hospital pediátrico Juan Manuel Márquez, em Havana.


Lisset Leyva, mãe de Adrian (quatro anos) e de Andrés (cinco anos), manifestou alegria por participar com seus filhos do ensaio clínico da vacina cubana contra a covid. "O principal objetivo de casa é que elas estejam cuidadas e considero que este seja o primeiro passo para assegurar a todas as crianças do país " disse Leyva.


Até 27 de maio, Cuba registrou 18.249 casos confirmados de covid em crianças, com 983 menores de um ano. O país tem 11, 3 milhões de habitantes.


O Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia de Cuba espera a autorização para iniciar o ensaio clínico em idades pediátricas também com a candidata vacinal Abdala. O ensaio incluirá crianças entre três e 18 anos, nos quais se aplicarão três doses da vacina.