• Claudia Godoy

Casas diz que crise sanitária coloca em xeque serviços públicos e privados de Saúde no Brasil


O embaixador da Espanha, Fernando García Casas, disse que a crise sanitária provocada pela pandemia de Covid-19 testa a capacidade dos serviços públicos e privados de saúde, além de hospitais de campanha no atendimento aos pacientes no Brasil.


O embaixador da Espanha (à esquerda de camisa branca e gravata) durante o debate online. Foto: fotograma de imagem da internet.

Ele lembrou que o país possui dimensões continentais que equivalem a 17 vezes o tamanho da Espanha. "Com clima, desenvolvimento, muitas características diferentes", afirmou Casas. O diplomata citou São Paulo, um dos mais afetados pelo novo vírus no pais, que representa a terceira maior economia da América Latina. Já o estado do Paraná, no sul do país, tem PIB (Produto Interno Bruto) similar ao de três países juntos. A declaração do diplomata foi durante participação em debate online com outros embaixadores espanhóis na América. Participaram da conversa a embaixadora da Espanha na Costa Rica, Cristina Perez, e os embaixadores espanhóis na Argentina, Javier Sandomingo, e nos Estados Unidos, Santiago Cabanas.


Casas disse ainda que o pacote de ajuda do governo brasileiro à economia nacional é o quinto maior do mundo. "Oferece insumos médicos, crédito para empresas e apoio emergencial às famílias mais vulneráveis", afirmou o diplomata, acrescentando que o setor informal do país é um dos mais atingidos pela pandemia de Covid-19 (o novo coronavírus).