• Claudia Godoy

Blazevic: Sistema de Saúde Sérvio está preparado para enfrentar pandemia

Por: Claudia Godoy

"Como outros países, em 2020 a Sérvia deparou-se com grandes desafios, antes de tudo sanitários, e todos os fatores do país se concentraram na prevenção da propagação do vírus e na preservação da vida e da saúde dos cidadãos. Diante destes desafios, a Sérvia os enfrentou melhor do que muitos países mais ricos e desenvolvidos da Europa e do mundo", disse a Chefe de Missão da Embaixada da Sérvia no Brasil, Jelena Blazevic, com exclusividade para o site Bacuri Notícias.

"O sistema de saúde está preparado para esse trabalho", garantiu Blazevic, numa entrevista que é uma aula de boa administração.

A eficiência no combate ao novo coronavírus e as reformas, implementadas desde 2014 foram essenciais para o equilíbrio da economia sérvia. Com exceção da Grã Bretanha, os sérvios foram os primeiros na Europa a iniciar a vacinação contra a Covid-19. "O Ministério da Saúde da República da Sérvia confirmou o primeiro caso de covid-19, em 06 de março de 2020 e já em 19 de março de 2020 foi declarada epidemia", afirmou Blazevic.

A primeira-ministra, Ana Brnabić, foi também a primeira a tomar a vacina.

Os sérvios têm hoje imunizantes da Pfizer-BioNTech e da Sinopharm. Fecharam contrato para a compra das vacinas da Moderna, AstraZeneca e da Sputnik V.

A primeira-ministra, Ana Brnabić, é imunizada na Sérvia. Foto: divulgação.

"O governo sérvio adotou o estado de emergência em 15 de março de 2020 e abolido já em 6 de maio, formando-se uma Sede da Crise Sanitária e adotando-se medidas sanitárias", informou a diplomata. Ainda de acordo com Blazevic, as medidas foram alteradas de acordo com a situação epidemiológica atual.


A Sérvia recebeu 4,7 mil doses da vacina do consórcio Pfizer BioNTech em dezembro do ano passado, e receberá até o fim de janeiro outras 16 mil doses. O presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, agradeceu aos Estados Unidos pela decisão da venda da vacina ao país. "Nosso país é o único na região que obteve a vacina exceto uma pequena quantidade na Albânia", disse Blazevic.

O presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic. Foto: divulgação.

Junto com outras vacinas, os sérvios terão um total de um milhão de doses em janeiro, e um total de cerca de dois milhões de doses no primeiro trimestre. "Esperam-se vacinas das empresas Astrazeneca, "Moderna" e certas quantidades da russa Sputnik V", garantiu a Chefe de Missão da Embaixada da Sérvia.


A Sérvia fechou acordos com vários fabricantes de vacinas para 8 milhões de doses, que são necessárias para 4 milhões de pessoas. A população sérvia é de cerca de 7,2 milhões de pessoas.