• Claudia Godoy

Biden traz experiência em política externa

Com informações da Embaixada dos Estados Unidos

Joseph R. Biden Jr., ex-vice-presidente e legislador de longa data do Capitólio, tomou posse hoje (20) como 46º presidente dos Estados Unidos.

Presidente eleito, Joe Biden, após fazer seu discurso de vitória em Wilmington, Delaware (© Andrew Harnik/AP Images)

Ele é conhecido por ir além das fronteiras políticas para resolver assuntos diversos. Biden serviu oito anos como vice-presidente do ex-presidente Barack Obama e derrotou o presidente em exercício, Donald J. Trump.

Em seu caminho para a vitória, Biden garantiu 306 votos eleitorais — são necessários 270 votos dos delegados para ganhar a Presidência — e acumulou 81 milhões de votos, mais do que qualquer outro candidato presidencial da história americana. “Bem, devo admitir que isso me surpreendeu”, disse Biden durante seu discurso de vitória em 7 de novembro. “Esta noite, vimos por toda esta nação, todas as cidades em todas as partes do país, na verdade, em todo o mundo, uma efusão de alegria, de esperança, de fé renovada no amanhã, trazer um dia melhor. E estou comovido pela confiança e pela segurança que vocês depositaram em mim.” Biden traz experiência em política externa.

Nascido em Scranton, Pensilvânia, e criado em Delaware, Biden entra na Casa Branca com décadas de experiência adquirida no Capitólio.

Ele passou 36 anos representando Delaware como senador e desempenhou um papel importante na definição da política externa dos EUA. Como presidente ou alto membro do Comitê de Relações Exteriores do Senado por 12 anos, Biden esteve na vanguarda de questões e legislação envolvendo terrorismo, armas de destruição em massa, Europa pós-Guerra Fria, Oriente Médio e Sudoeste Asiático. Como vice-presidente, Biden representou os Estados Unidos no exterior, viajando quase 2 milhões de quilômetros para mais de 50 países. Na Casa Branca, ele convocou sessões do gabinete de Obama, liderou esforços interagências e trabalhou com o Congresso visando elevar os padrões de vida dos americanos de classe média, reduzir a violência armada e abordar a violência contra a mulher, entre outras questões. Aos 78 anos, Biden se tornará o presidente mais velho a ocupar o cargo. Trump tinha 70 anos quando tomou posse. (O ex-presidente Ronald Reagan tinha 77 anos quando deixou o cargo.) Biden planeja se concentrar durante a primeira parte de seu governo na união do país e na abordagem de problemas urgentes, como a pandemia da Covid-19, empregos bem remunerados, injustiça racial e mudanças climáticas.“Sejamos a nação que sabemos que podemos”, disse Biden em seu discurso de vitória. “Uma nação unida, uma nação fortalecida. Uma nação curada. Os Estados Unidos da América, senhoras e senhores, nunca, nunca houve nada que tenhamos tentado e não fomos capazes de fazer.”