• Claudia Godoy

Biden reconhece que foi genocídio assassinatos em massa de armênios pelo Império Otomano

Por: Claudia Godoy

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, reconheceu que foi genocídio os assassinatos em massa sofridos pelo povo armênio no início do século XX pelas mãos do Império Otomano. Com a declaração, Biden atende a uma reivindicação histórica da Armênia.



A Armênia é uma ex-república soviética que fica no Cáucaso. E tem uma grande comunidade nos Estados Unidos. O primeiro-ministro da Armênia, Nikol Pashinian, disse que o reconhecimento do massacre é importante para prevenir a repetição de crimes como esse. Já a Turquia, sucessora do Império Otomano, nega o genocídio e aconselhou o presidente dos Estados Unidos a olhar para o seu próprio passado e presente.


O genocídio ocorreu a partir de 1915, com matanças e deportações em massa dos armênios que viviam no leste do país. O número de mortos nos massacres chega a 1,5 milhão.