• Claudia Godoy

Banco de Desenvolvimento do BRICS vende US$ 2 bilhões em títulos em resposta à Covid-19

O Novo Banco de Desenvolvimento (NDB, na sigla em inglês) do BRICS anunciou, na semana passada, que vendeu US$ 2 bilhões em Títulos de Resposta à COVID de cinco anos no mercado internacional de capitais, após sua emissão inaugural em junho.


Brics é uma sigla que se refere a Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que se destacaram no cenário mundial pelo rápido crescimento das suas economias em desenvolvimento. O acrônimo foi cunhado e proeminentemente usado pelo economista Jim O'Neill, chefe de pesquisa em economia global do grupo financeiro Goldman Sachs, em 2001.


Ao contrário do que algumas pessoas pensam, estes países não compõem um bloco econômico, apenas compartilham de uma situação econômica com índices de desenvolvimento e situações econômicas parecidas. Em Dezembro de 2010, a Bric convidou formalmente a África do Sul para se unir ao grupo.

É o maior valor do título denominado em dólar norte-americano até o momento, de acordo com a instituição, observando que a arrecadação com a emissão de títulos financiará atividades de desenvolvimento sustentável nos países membros, incluindo os programas de assistência de emergência relacionados à Covid.

O NDB planeja fornecer até US$ 10 bilhões em assistência relacionada à crise, incluindo o financiamento de despesas relacionadas à saúde e à segurança social, bem como apoio aos esforços de recuperação econômica. O NDB aprovou até o momento US$ 4 bilhões em projetos de assistência emergencial relacionados à Covid-19.


Com sede em Shanghai, o NDB foi criado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O banco foi formalmente inaugurado em julho de 2015.

61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com