• Claudia Godoy

Apesar da pandemia, Vilović diz que Croácia obteve tudo que podia no Conselho da UE


Depois de enfrentar seis meses de pandemia de Covid-19 (o novo coronavírus) na presidência da União Europeia, a Croácia acaba de deixar a função com bons resultados. "Recebemos muitos conselhos (ao assumir a presidência) e experiências compartilhadas. Mas, obviamente, o mais acurado era - esperar o inesperado", disse o

embaixador da Croácia, Ranko Vilović, que fez um balanço das suas atividades nesse período tão difícil para o mundo para o portal Bacuri Notícias.


O embaixador croata é recebido no Itamaraty pelo secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores. Foto: MRE.

Entre as principais conquistas do período croata estão a abertura das negociações para a adesão da Macedônia do Norte e Albânia, a Cúpula de Zagreb, realizada online devido às pandemias, além da Cúpula com os países da Parceria Oriental (Geórgia, Armênia, Moldávia, Ucrânia, Azerbaijão e Bielorrússia). São destaques, também, do período croata na presidência da UE, o acordo sobre a Conferência a respeito do futuro da Europa, e os progressos no Acordo UE-Mercosul.


Veja a entrevista do embaixador croata, Ranko Vilović, na íntegra:

1. Bacuri Notícias: Como a pandemia afetou as atividades da Presidência croata da UE? Qual o saldo do que foi feito nesses seis meses?

Embaixador Ranko Vilović - Na preparação para nossa Presidência, recebemos muitos conselhos e experiências compartilhadas. Mas, obviamente, o mais acurado era - esperar o inesperado. A pandemia afetou todos nós, toda a UE e, conseqüentemente, nossa Presidência. Ninguém poderia prever.

No entanto, apesar dessas circunstâncias, tudo o que poderia ser alcançado foi alcançado. A situação com a pandemia já estava sendo monitorada em 8 de janeiro e a resposta da UE seguiu-se em 28 de janeiro. Infelizmente, não foi possível aproximar a UE dos cidadãos, devido ao fato de a maioria das reuniões, várias centenas delas em todos os níveis, serem realizadas on-line.

O começo foi promissor, as autoridades dos níveis mais altos visitaram Zagreb e o Brexit regulamentado foi garantido. O foco na perspectiva europeia dos países dos Balcãs Ocidentais foi coroado com a abertura das negociações de adesão com a Macedônia do Norte e a Albânia. A Cúpula de Zagreb em maio, realizada on-line devido às pandemias, reafirmou essa conquista.

Outros dois objetivos de longo prazo também foram alcançados - a Cúpula com os países da Parceria Oriental (Geórgia, Armênia, Moldávia, Ucrânia, Azerbaijão e Bielorrússia) e o acordo sobre a Conferência sobre o futuro da Europa, que agora é necessário mais do que nunca.

Destaca-se também que, durante a Presidência croata, foram feitos mais progressos no Acordo UE-Mercosul. O que resta é o ajuste fino técnico e legal (depuração) do texto e o processo de ratificação.

Por essas conquistas e pela maneira como a Croácia conduziu o trabalho nas circunstâncias novas e sem precedentes para todos, recebemos elogios de todas as instituições e países da UE.


2. Bacuri Notícias: Quais são as prioridades da União Europeia após a pandemia?

Embaixador Ranko Vilović - As prioridades serão definidas sob a Presidência alemã. Mas é óbvio que o plano geral para a recuperação pós-corona será o tópico principal.

A próxima rodada de negociações sobre o Quadro Financeiro Plurianual está se aproximando e, juntamente com os planos de recuperação mencionados e a Conferência sobre o futuro da Europa, marcarão os próximos meses.




In English

1. Bacuri Notícias: How the pandemic affected the activities of the Croatian Presidency of EU? What is the balance of what has been done in these six months?

Ambassador Ranko Vilović - In the preparation for our Presidency we got many advices and shared experiences. But obviously the most accurate was – expect the unexpected. The pandemic affected all of us, the whole EU and, consequently, our Presidency very much. Nobody could foresee it.

However, in spite of those circumstances, everything that could be achieved was achieved. The situation with the pandemic was under monitoring already as od 8 January, and the EU response followed on the 28 January. Unfortunately, bringing the EU closer to the citizens was not enabled, due to the fact that most of the meetings, several hundreds of them on all levels, were held on-line.

The beginning was promising, the highest officials visited Zagreb, and the regulated Brexit was ensured. The focus on the European perspective of the Western Balkan countries was crowned with the opening of the accession negotiations with North Macedonia and Albania. The Zagreb Summit in May, held on-line due to the pandemics, reaffirmed this achievement.

Two other long term goals have also been achieved – the Summit with the countries of the Eastern Partnership (Georgia, Armenia, Moldova, Ukraine, Azerbaijan and Belarus) and the agreement on the Conference on the future od Europe, which is now necessary more than ever.

Iti s also woth to stress that during the Croatian Presidency further progress has been made on the EU-Mercosul Agreemnet. What remains is technical and legal fine tuning (scrubbing) of the text and the ratification process.

For these achievements and the way Croatia conducted work in the circumstances that were new and unprecedented for everybody, we received praises from all EU institutions and countries.



2. Bacuri Notícias: Which are the priorities of the European Union after the pandemic?

Ambassador Ranko Vilović - The priorities will be defined under the German Presidency. But it is obvious that the overall plan for the post-corona recovery will be the top topic.

The next round of the negotiations on the Multiannual Financial Framework is approaching, and together with the mentioned recovery plans and the Conference on the future of Europe it will mark the coming months.

61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com