• Claudia Godoy

Ao anunciar vacina israelense, embaixador de Israel disse que quer cuidar do Brasil

Com informações da Embaixada de Israel

O embaixador de Israel, Yossi Shelley, declarou que deseja se reunir com o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, para conversar sobre a candidata a vacina israelense. Chamada de Shoshi (lê-se "shóshi"), um apelido carinhoso para o nome Shoshana, que significa rosa, a vacina deverá começar a ser testada em humanos no próximo dia 1°de novembro.

O embaixador israelense (à esquerda), o presidente Jair Bolsonaro, e o embaixador dos Estados Unidos, Todd Chapman. Foto: divulgação.

“Meu objetivo é falar com o senhor Benjamin Netanyahu sobre este assunto. Vou levar a ele o meu desejo de cuidar do Brasil. Estou muito feliz que Israel já está chegando neste ponto e acredito muito na força do Ministério da Defesa de Israel", disse Shelley.


"Como pessoa, estou preocupado com parcerias com empresas, como temos visto por aí. Tem que ser tudo muito certinho", acrescentou o embaixador de Israel.


Shelley disse que "às vezes, é mesmo preciso um ano, um ano e meio para desenvolver esta pesquisa, porque quando as coisas são feitas de forma muito rápida podem não sair boas".

A vacina israelense se chama Shoshi (se lê "shóshi"), um apelido carinhoso para o nome Shoshana, que significa rosa.