• Claudia Godoy

Americanos doam primeiro lote de 1.000 ventiladores pulmonares ao Brasil


A embaixada dos Estados Unidos entregou hoje (26) o primeiro lote de 200 ventiladores pulmonares dos 1.000 que serão doados ao governo brasileiro por meio do Ministério da Saúde para auxiliar no atendimento aos pacientes de Covid-19 (o novo coronavírus) no país. A cerimônia de entrega dos equipamentos, que são insumos estratégicos utilizados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), foi virtual.


O embaixador dos Estados Unidos, Todd Chapman, durante a entrega virtual dos ventiladores pulmonares. Foto: fotograma da imagem da internet.

"A Covid é um desafio para os EUA, o Brasil e o Mundo. Nesta semana, cumprimos com o compromisso do presidente Donald Trump feito com o presidente Jair Bolsonaro, de entregar os primeiros ventiladores pulmonares. O Brasil é prioritário para nós e é um dos primeiros países do mundo a receber esse carregamento de ventiladores pulmonares”, afirmou o embaixador dos EUA, Todd Chapman, que participou da entrega dos insumos.

Conduzida pelo diretor da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), no Brasil, Ted Gehr, a cerimônia contou também com a participação do chefe de gabinete do órgão, William Steiger, do secretário de Comércio Exterior e Assuntos Econômicos do Ministério de Relações Exteriores, Norberto Moretti, além de o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco.

O embaixador americano afirmou que os próximos lotes dos equipamentos serão entregues o mais rápido possível, mas ainda não possui uma data definida. "Nossa indústria trabalha para entregar o mais rápido possível", disse o diplomata. Chapman destacou, ainda, o momento de desafio em que vivemos porque "buscamos respostas sobre como será possível reabrir os negócios, as escolas e, principalmente, como poderemos abraçar sem medo de transmitir vírus"


“A doação é resultado do relacionamento de Bolsonaro e Trump. Fizemos um esforço para facilitar a entrada de ventiladores, e, para isso, ajudou o diálogo com o embaixador americano", disse o secretario-executivo, Élcio Franco.


Os equipamentos são desembarcados no Aeroporto de Brasília. Foto: Fotograma de imagem da internet.

Questionado sobre os critérios de distribuição dos ventiladores, o secretário-executivo explicou que o Ministério da Saúde atualiza diariamente o plano de distribuição dos ventiladores pulmonares e fecha um planejamento semanal. “São estudadas todas as demandas dos secretários estaduais, que têm seus planos de contingência, com apoio dos conselhos Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems)", informou Franco. O secretário disse, ainda, que são feitos levantamentos para a definição das demandas mais prementes em todos os municípios do país, e estabelecidas as prioridades. "Ainda com o apoio desses agentes, realizamos um plano logístico, de acordo com a variação da curva epidemiológica, com a necessidade de cada cidade e com a capacidade de colocar rapidamente esse insumo estratégico em operação”, acrescentou o secretário- executivo. Ele reforçou, ainda, que essa dinâmica vale, tanto para os equipamentos que em estoque quanto os doados pelos EUA.


Desde março deste ano, a cooperação dos EUA com o Brasil soma US$ 15,5 milhões no auxílio ao combate do novo coronavírus. Os recursos são utilizados para facilitar o acesso à água, saneamento, saúde e higiene das populações mais vulneráveis à pandemia de Covid-19, incluíndo as comunidades do Amazonas, os refugiados e as empresas privadas.


61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com