• Claudia Godoy

Aberta a temporada de auroras boreais na Finlândia

Com informações da Embaixada da Finlândia

Um dos fenômenos naturais mais incríveis de se ver, as Auroras Boreais, atraem turistas do mundo inteiro até a Finlândia. O fenômeno acontece durante tempestades solares, quando um gás chamado plasma, que é eletrizado por partículas de elétrons e prótons, parte do Sol. O plasma entra em contato com a atmosfera e com o campo magnético da Terra, que funciona como um escudo contra essas partículas vindas da nossa Estrela-Mãe, formando as auroras boreal, no Hemisfério Norte, e austral, no Hemisfério Sul da Terra.

Elas começam a aparecer em meados de setembro e impressionam os visitantes - e moradores também - até a primavera.

As auroras que acontecem no Hemisfério Sul da Terra são chamadas de austrais. Elas se dão em lugares como Antártida, Tasmânia e Nova Zelândia, e por muito tempo cientistas acreditaram que ocorriam simultaneamente, como uma espécie de “espelho” das auroras boreais.

No entanto, um estudo de 2009, da Nasa, mostrou que isso não é verdade. Os cientistas observaram que as duas auroras se movimentam em direções opostas: a austral se move em direção ao Sol, enquanto a boreal vai no sentido contrário.

A explicação, segundo os pesquisadores da agência espacial, é que o vento solar foi capaz de penetrar no escudo magnético no Hemisfério Sul e não no do Norte. Portanto, o fenômeno não atinge os dois polos ao mesmo tempo.