• Claudia Godoy

Índia aprova medicamento cubano para tratar Covid-19

O órgão regulador de medicamentos da Índia aprovou a utilização do fármaco cubano Itolizumab, para tratar casos de emergência em pacientes com COVID-19 (o novo coronavírus) que apresentem dificuldade respiratória aguda.


O Itolizumab é um medicamento utilizado para curar a psoríase e segundo nota da agência de Imprensa indiana PTI desde a última semana aparece no protocolo do país asiático para tratar Sars-Cov-2.

   

O fármaco Itolizumab já era usado na Índia nos últimos anos para tratar a psoríase, mas segundo informações adicionais, os médicos pedirão autorização dos pacientes antes de usarem o medicamento.


O Itolizumab foi desenvolvido por cientistas do CIM em Cuba em cooperação com a empresa Biocon Asia, a qual obteve a licença do medicamento. A equipe científica da companhia começou a desenvolver o anticorpo para as enfermidades autoimunes em 2006 na Índia.


A Índia realizou ensaios clínicos do fármaco cubano em seis hospitais, em junho deste ano, antes de incorporá-lo aos seus protocolos médicos.


Ganhador de um dos prêmios nacionais da Academia de Ciências de Cuba de 2014, na categoria de Ciências Biomédicas, o Itolizumab tem efeito anti-inflamatório e imunoregulador e já estava sendo utilizado em ensaios clínicos em pacientes que não respondem aos tratamentos convencionais ou apresentam algum tipo de contraindicação para recebê -los.

61 981755922

©2019 por BacuriNotícias. Orgulhosamente criado com Wix.com